Nossa percepção de mundo e evangelho

Onde estão os jardineiros?

Que dia é hoje?

Abril 2012
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Dia da terra, 22 de abril. A intenção dessa data é lembrar onde estamos. Trazer para nossa reflexão como dependemos da Terra onde vivemos e como a estamos tratando. Segundo a Wikipédia, o Dia da Terra “Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra”. Porém há uma reflexão realmente profunda para nós nesse tema: como cristão, tenho algo a dizer sobre isso?

Essa é uma grande falha do nosso tempo. Vemos e falamos muito pouco sobre isso em nossas Igrejas e EBD (Escola Bíblica Dominical – já que pesa sobre a EBD a formação intelectual do cristão). A quanto tempo não escutamos uma mensagem sobre o cuidado com o meio ambiente? . Aí, você pode agora está falando, “o que isso tem haver com ser cristão?”. Para responder, usaremos a narrativa da criação de Gênesis 2. Observe.

“No dia em que o Senhor fez a terra e o céu (…). O Senhor Deus modelou o homem com o pó apanhado do solo (…). O Senhor Deus plantou um jardim em Éden (…). O Senhor Deus tomou o homem e o estabeleceu no jardim do Éden para cultivar o solo e o guardar.” (TEB)

Gênesis 2.1,7, 8,15.

No relato da Criação, vemos a agir de Deus na face da Terra. O que mais nos impressiona e que devemos destacar no capítulo 1 de Gênesis é que Deus cria a Terra e todas as suas criações, culminando na criação do homem e mulher e chega a uma belíssima e significativa conclusão. “Deus disse que tudo era muito bom” (Gn 1.31).

Após isso, vemos Gênesis 2, que colocamos em destaque. Nele vemos que Deus chama o próprio Paraíso de Jardim, e ele estabelece a responsabilidade para aqueles que têm Sua imagem, “homem e mulher os criou” para cuidar de Sua Criação.

Estabelece-se nesse instante um vínculo de cuidado entre os dois, Paraíso e Jardineiros (nós homens e mulheres). Agora temos que um cuidar dos outro.

O Jardim quando bem cuidado por seu jardineiro, retribui de diversas formas. São flores, frutos, sombra, ar fresco, explosão de cores, aromas e sabores. É um momento de deleite e desfrute quando olhamos para o jardim. Remetemo-nos ao Paraíso.

Esse vislumbre oferecido pelo Jardim, só nos é possível com trabalho, respeito aos limites da terra, das estações e de outros elementos. Porém isso se perde. Nós, semelhança de Deus, com o pecado, esquecemos do Jardim. Vemos agora a Terra como matéria prima de nossas ambições e uma “infinda” e inesgotável fonte de recursos, que podemos explorar – no pior sentido da palavra – sem ressalvas, nem reservas, nem limites. E continuamos a usá-la sem perceber que nos distanciamos do Paraíso ao fazermos e agirmos assim.

Hoje, eu e você, não mais olhamos para as flores do Jardim, ao invés disso, produzimos toneladas de lixo.

Hoje, não mais consumimos e produzimos o que é necessário para nosso sustento. Produzimos de forma a tornar as coisas obsoletas e supérfluas. Haja vista que 16% da população mundial consomem 80% da produção do planeta. E que no ritmo produtivo que levamos não teremos recursos para as próximas décadas.

Logo, falar sobre o Planeta e seus recursos, ou para usarmos um termo moderno, sobre sustentabilidade, não é apenas um discurso ambientalista. Pelo contrário, é o retorno à possibilidade de vivermos em uma sociedade mais justa e próxima ao ideal original da Criação de Deus. É a possibilidade de nos vermos como jardineiros em meio a Jardim que o próprio Pai, criador e regente de todas as coisas, colocou em nossa responsabilidade de cuidado e cultivo.

Anúncios

Tagged as: , , , , , , , ,

2 Respostas »

  1. Parabéns pelo texto!

    Já ouvi muita bobeira pelas nossas comunidades de fé. Ecologia é coisa de nova era. Eu contestei dizendo que não era nem de nova, nem de antiga era.

    É nítido, na minha percepção do texto bíblico, que o Eterno se preocupou com esse tema. Se pensarmos no texto, tal como ele está, veremos que o criador preocupa-se primeiro em criar a natureza.

    Outra preocupação, agora já como homem criado e estabelecido na terra, foi ordená-lo a lavrar e cuidar da terra, tudo isso dentro de uma perspectiva de respeito a dias, anos, estações.

    Pensar em ecologia, meio ambiente e assuntos semelhantes como algo que está fora da concepção bíblica, é ignorar que a cada dia “…viu Deus que era bom…”

    • E Nosso Deus continua achando bom.
      Por isso Ele não abandonou o projeto da Criação. Ao invés, Ele em todo tempo trabalha para a restauração completa e integral de nossa existência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Postagens Radicias

Indico Mesmo





%d bloggers like this: