Nossa percepção de mundo e evangelho

Sendo o que devemos ser

Que dia é hoje?

Setembro 2011
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

ESTAMOS INSERIDOS EM UM MUNDO CONTURBADO, veloz, em constante mutação de tecnologias, tendências, valores e conceitos. Um mundo completamente volátil onde a mídia dita às regras para a sociedade, e que certamente ficamos meio que perdidos e em dúvida de como agir e viver como pessoas e principalmente como cristãos.

O INTERESSANTE, É QUE ESSE PROBLEMA NÃO É EXCLUSIVO DE NOSSO TEMPO. Desde sempre, a sociedade impõem o padrão, e nós, seguidores de Jesus de Cristo, estaremos sempre na contra mão deste Mundo, ou seja, somos na essência “anti-sistema”. Nós somos chamados para sermos a diferença em nosso tempo. Vamos combinar, é um desafio “frenético”. Esse é um chamado radical na vida daqueles que decidiram aceitar o chamado de Cristo. Ser o que devemos ser.

MAS, O QUE DEVEMOS SER? Ninguém mais apropriado para responder essa pergunta que o próprio Cristo, esse mesmo que nos chamou. Para isso leiamos o que Ele nos deixou:

“Vocês são o sal da terra.

Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo?

Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens.

Vocês são a luz do mundo.

Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.

E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa.

Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens,

para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”.

Mateus 5.13-16

CRISTO NOS MOSTRA O QUE SOMOS. Isso é bem claro no texto (13,14). Jesus nos diz “vocês são”. O que vou falar parece bem lógico, porém deve ser destacado. Se Cristo falou que somos é porque somos! Logo, como servos de Deus, somos sal e luz. Não vou me alongar aqui nas propriedades de ambos elementos, porém é de rápida associação de que são elementos que servem para destacar, ou seja, fazem diferença aonde chegam. Tanto sal quanto luz, têm a característica de serem notados onde estão. O sal transforma nosso paladar. A luz modifica ambientes. Vemos que é simplesmente impossível não notar a presença destes.

Porém Jesus continua com esta mensagem para nós nos deixando um alerta. Apesar de o próprio Cristo ter-nos falado que somos, na verdade não estamos sendo.

NÃO ESTAMOS SENDO! Isso mesmo. Jesus nos mostra que não estamos sendo o que deveríamos ser. Sei que é bem complicado. E vai piorar! Pois quando entendemos, começa então a ser assustador. O texto fala que se o sal não fizer diferença, qual sua utilidade? E se a luz não for para iluminar e apontar a direção, qual seu sentido? Esse é o grande alerta de Jesus nessa passagem a meu ver. Não estamos sendo! Não estamos obedecendo ao chamado de Deus para fazermos o que deveríamos fazer. SER DIFERENTES! Ser realmente o que somos.

É simples perceber isso (novamente escrevo um texto com um espelho na mão, ou seja, me vejo e me critico o tempo todo. Não me excluí). Por muito tempo dissociamos nossa vida dentro e fora do templo, ou seja, da comunidade de fé que participamos. Sinceramente, dentro de nossas igrejas é muito fácil ser cristão e “testemunhar” nossa fé. Só que dentro da igreja, somos iguais, por isso é fácil. Complicado é na segunda feira. Isso mesmo, em nossa vida diária, longe de nossa comunidade de fé, que as coisas ficam complicadas. E é justamente nesse “mundo” que somos chamados a ser, sal e luz. É em nossa casa, no churrasco de família, no emprego e faculdade, no colégio e curso, e vendo futebol com o cunhado… enfim, nossa vida deve “ser” essa diferença constantemente.

CRISTO NOS DESAFIA PARA SERMOS. Essa é a parte desafiadora do texto. Na verdade, acho que essa é sempre a parte desafiadora da mensagem de Cristo, é quando ele nos chama. Cristos expõem claramente: “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens”. Logo, não existe Deus em nós se não mostramos em nossas vidas as boas obras. Somos, nesse momento, desafiados por Cristo a voltarmo-nos a Ele, e a assumirmos nosso chamado de ser o que deveríamos. Cristo, em Sua obra redentora, nos capacitou e nos enviou como sal e luz. Minha oração e que a cada dia eu possa ser luz e sal, como Jesus me chamou e como Ele espera que eu seja.

Anúncios

Tagged as: , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Postagens Radicias

Indico Mesmo





%d bloggers like this: